Introdução ao Budismo

Introdução ao Budismo

 

1 DVDs - 1h 54min. - R$ 35,00

Sob demanda - assistir nessa página - R$ 16,00

 

O Budismo já foi descrito como uma religião muito pragmática. Ela não se perde em especulações metafísicas sobre as causas originárias; não possui uma teologia, não promove adoração de uma deidade ou deificação do Buda. O Budismo encara de forma direta nossa condição humana. Tudo que o Buda ensinou foi baseado em sua própria observação da forma como as coisas são. Tudo que ele ensinou pode ser confirmado pela observação da forma como as coisas são.

Se olharmos diretamente para nossa vida, veremos que ela é marcada pela dor e frustração. Isso se dá porque tentamos estabelecer nosso relacionamento com o mundo externo solidificando nossas experiências de alguma maneira concreta. Por exemplo, podemos jantar com alguém que admiramos muito, tudo corre da melhor maneira possível, e quando voltamos para casa começamos a fantasiar sobre todas as coisas que poderemos fazer com nosso novo amigo, lugares onde poderemos ir com ele etc. Começamos o processo de tentar solidificar nosso relacionamento. Talvez na próxima vez que encontrarmos nosso amigo ele esteja com dor de cabeça e não seja tão amistoso conosco, com isso nos sentiremos magoados, e lamentaremos nossos planos frustrados. O problema é que o mundo exterior está em constante mudança, tudo é impermanente e é impossível manter uma relação permanente com absolutamente qualquer coisa.

Se examinarmos atentamente e com honestidade noção de impermanência, veremos que ela permeia tudo, todas as coisas são marcadas pela impermanência. Podemos acreditar em um princípio eterno de consciência, ou um eu superior, mas se examinarmos nossa consciência vemos que ela é composta por eventos e processos mentais temporários. Vemos que nosso "eu superior" é especulativo, na melhor das hipóteses e imaginário. Inventamos essa idéia para nos sentirmos mais seguros, para cimentar nosso relacionamento, novamente. Por isso nos sentimos inseguros e ansiosos, mesmo nos melhores momentos.

Somente quando abandonarmos completamente o apego é que sentiremos o alívio desse mal estar.
Estes três elementos: insatisfatoriedade, impermanência e ausência de ego são conhecidas como as três marcas da existência.

Para criar uma nova conta, clique em Entrar com os campos Nome do Usuário e Senha em branco. Depois clique na opção Não possui uma conta?