Os Quatro Dharmas de Gampopa

Os Quatro Dhrmas de Gampopa

 

Sob demanda - assistir nessa página

4h 17min.

Acesso livre para usuários registrados

 

 

 

Os Quatro Dharmas de Gampopa é um importante grupo de ensinamentos que foram disponibilizados para nós por Gampopa (1079–1153) e que tem sido extensamente ensinado e estudado desde esta época. Estes ensinamentos abrangem os pontos essenciais do hinayana, mahayana e vajrayana.

Os Quatro Dharmas são:
1- Que a minha mente siga o Dharma.
2- Que o Dharma siga o caminho.
3- Que o caminho elimine a confusão.
4 - Que a confusão seja percebida como sabedoria.

O primeiro explica a necessidade do desapego por riquezas, posses, a necessidade de aprender o que é positivo e o que é negativo. Aprendido o que é positivo e negativo, devemos aprender como abandonar o negativo e adotar o positivo.

O segundo mostra que todo o trabalho de abandonar o negativo e adotar o positivo não deveria apenas se concentrar em nós mesmos. Devemos desenvolver o que é conhecido como bodhicitta e ter a intenção de beneficiar os seres. Também explica o poder e a força da bodhicitta.

O terceiro lida com a natureza vazia de todos os fenômenos e a Natureza Búdica naturalmente "existente" (tathagatagarbha) de todo ser senciente. Aqui Gampopa se aprofunda mais e fala do aspecto da sabedoria (vacuidade) e dos meios hábeis.

O quarto vai mais à frente explicando que a confusão pode ser diretamente transformada em sabedoria e que essa sabedoria pode ser realizada simplesmente pela transformação ou transmutação dos venenos mentais.

Gampopa foi o discípulo principal do grande iogue Milarepa. Todas, as quatro escolas Kagyu principais e as oito secundárias, surgiram de seus ensinamentos. Ele também é conhecido como Dagpo Rinpotche, por ter nascido na região conhecida como Dagpo. Na vida laica seu nome era Sonam Rintchen e foi um dos melhores médicos da sua época.

Após a morte a morte de sua mulher Gampopa deu todas as suas posses, riqueza e entrou para um monastério Kadampa, onde tinha uma prática muito rigorosa. Ele praticava em isolamento desde cedo até tarde da noite e dormia somente poucas horas por noite. Ao ouvir pela primeira vez o nome de Milarepa, uma sensação ardente de profunda devoção surgiu em sua mente.

Houve três razões principais para que Gampopa tivesse a capacidade de ter um entendimento e uma realização rápida do Dharma em uma só vida. 1º. Ele encontrou Milarepa, um mestre muito puro e autêntico. 2º. Tinha uma grande aspiração, devido à sua conexão prévia com o Buddha Shakyamuni e o compromisso que havia feito para desenvolver o Buddhadharma durante uma época difícil. 3º. Tinha uma devoção enorme.

 

Para criar uma nova conta, clique em Entrar com os campos Nome do Usuário e Senha em branco. Depois clique na opção Não possui uma conta?